Arquivo da categoria: Uncategorized

Facebook e Twitter viciam mais que cigarro e álcool


Pesquisa da Universidade de Chicago (EUA) concluiu que é mais difícil uma pessoa deixar de usar redes sociais, como o Facebook e o Twitter, do que largar cigarro ou álcool – tidos como altamente viciantes.

Não acredita ? Olhe abaixo 😀

Cuidando do Filho…

Passeando de carro…

No bar…

Jantando…

Naquela conversa com sua melhor amiga…

No museu…

No cafézinho…

E no parque…

Menino ou Menina?

Pais guardaram segredo do “sexo” da criança por 5 anos para criá-lo como “sexo neutro”.

Um casal criou seu filho até o 5 anos de idade como “sexo neutro”. No final das contas acabou saindo menino mesmo, já que a torneirinha estava lá, mas por 5 anos eles deixaram ele “neutro” para que não sofresse influenci

Couple raise child as 'gender neutral' to avoid stereotypinga da sociedade.

Os pais só davam brinquedos “neutro” e durante estes 5 anos eles vestiam a criança alternando entre ro

Mas quando Sasha, um nome também neutro, entrou na escola ficou mais difícil de manter a criança como neutra. E eles, enfim, acabaram falando que Sasha é um garoto.upas de menino e de menina. E tudo isso porque a mãe não queria que ele sofresse nenhum tipo de preconceito.

Tem doido para tudo !!  :O 

Anonymous : “Março Negro” na internet

Grupo planeja uma série de ações em protesto ao SOPA, PIPA e ACTA.

(fonte: Tecmundo)

O mês de março promete ser tumultuado na internet. O Anonymous está convocando todos os adeptos da ideia a participar de uma série de protestos durante todo o mês, tanto no mundo virtual quanto no mundo real.

A proposta é que durante os 31 dias as pessoas não comprem jornais e revistas, não baixem músicas, legal ou ilegalmente, não comprem livros, não assistam a filmes no cinema e evitem comprar jogos e DVDs.

O intuito da “Operação Março Negro” é causar um impacto na indústria de entretenimento, de forma a protestar contra as propostas do SOPA, do PIPA e do ACTA. A ação deve ter escala mundial e mais detalhes sobre a iniciativa serão revelados ao longo do mês.

Resident Evil 6 analise do jogo

Lembram daquela época quando alguém falava de “jogo de zumbi” e na hora vinha Resident Evil à mente? Sim, os três primeiros jogos da série da Capcom eram truncados, mas eram absolutamente sensacionais. O primeiro tinha aquela dificuldade de filho da puta, o segundo deixou a parada cinematográfica, e o 3 fechou bem o arco “Racoon City”. Só que aí jogos de zumbi começaram a ficar mais populares.

Hoje em dia existem trocentos jogos de zumbi, alguns legais, outros que são uma bosta, e a série Resident Evil se distanciou daquele início glorioso. Resident Evil 4 já colocou como inimigos vilas europeias tomadas por um parasita bizarra, enquanto a ação de Resident Evil 5 colocava o jogador na África, novamente sem zumbis. Mas parece que isso vai mudar.

Provavelmente na tentativa de tomar pra si novamente o posto de “Jogo de Zumbi”, Resident Evil 6 é anunciado, tem trailer divulgado e mostra que zumbis devem estar de volta, mas ainda rolam algumas ressalvas. Primeiro, veja o trailer.

Três personagens: Leon, Chris e um sujeito aleatório que pode acabar sendo legal. 10 anos depois de Racoon City. Até aí tá tudo indo muito bem, mas cadê o “survival horror” dos primeiros jogos? Pode ser que o jogo seja foda, mas ele virou muito mais um jogo de ação do que de sobrevivência, tenso como os antigos. Agora se eles conseguirem fazer isso funcionar, aí seremos surpreendidos de verdade.

(Resident Evil 6 será lançado para Xbox 360 e PS3 no dia 20 de novembro, e numa data posterior para PCs.)

[Via: Judão]